Ética Aplicada: Protecção Social

Ética Aplicada: Protecção Social

A Ética é, na sua essência, um todo. Não há «éticas parcelares», mas, nas Éticas Aplicadas, sempre poderemos encontrar aspectos predominantes ou específicos adaptados aos diferentes campos de acção. Este volume reflecte posições incidindo sobre o Serviço Social, entendendo este conceito de um modo alargado.

A primeira parte trata dos principais conceitos sobre esta actividade social, os requisitos e as abordagens éticas. Já a segunda debruça-se sobre questões mais específicas, como a responsabilidade dos intervenientes e partes interessadas, as respostas necessárias a questões sociais novas e desafiantes, os aspectos geracionais num tempo de sobressalto demográfico.

 


Índice

Sob o signo da responsabilidade

Maria do Céu Patrão Neves e António Bagão Félix. . . . . . . . . . 9

I – TEMAS FUNDAMENTAIS

Protecção social: domínios e conceitos

Pedro Adão e Silva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27

O Serviço Social como elemento substantivo de efectivação da Política Social

Francisco Branco. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49

Ética, Lei e Deontologia no Serviço Social: dilemas e mediação

Pedro Vaz Patto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73

Requisitos éticos relacionados com a protecção e intervenção sociais

Maria do Rosário Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95

Abordagens éticas da intervenção social

Cristina Pinto Albuquerque . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113

II – QUESTÕES ESPECÍFICAS

Paradigmas de protecção e intervenção sociais

Isabel de Freitas Vieira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143

Factores infl uenciadores da acção ética no Serviço Social

Clara Cruz Santos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169

Responsabilidade das organizações sociais

José Manuel Moreira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 193

Poder, direito e gestão ética da protecção social

Maria da Glória Garcia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 217

Ética, inovação social, «partes interessadas»

Eugénio Fonseca e José Manuel Pereira de Almeida. . . . . . . . . . 249

Uma nova dimensão ética das relações e transferências sociais

Henrique Joaquim . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277

Envelhecimento demográfico e desenvolvimento social

Maria João Valente Rosa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 299

Ética familiar na protecção social

Maria Irene Carvalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 321

Ética geracional na protecção social

José Ribeiro de Castro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343